Maps

Merkel quer acelerar com Biden discussão sobre tributação de gigantes da internet

Por Silas Vinicius em 26/01/2021 às 14:52:30
OCDE começou a discutir em 2020 revisão de regras internacionais de tributação de empresas transnacionais como Google, Apple e Facebook. Angela Merkel, chanceler da Alemanha, ajusta máscara após conferência em Berlim em novembro de 2020.

Fabrizio Bensch/Pool/Reuters

A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou nesta terça-feira (26) que espera intensificar com o governo do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, os trabalhos para criação de um imposto mínimo sobre companhias que atuam na internet.

A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) revelou em 2020 a primeira grande revisão em uma geração das regras internacionais de tributação de empresas transnacionais como Google, Apple e Facebook.

"Espero que com o novo governo dos EUA possamos continuar e intensificar o trabalho da OCDE sobre a taxação de companhias digitais", afirmou Merkel durante encontro online do Fórum Econômico Mundial.

Em julho de 2019, o parlamento da França aprovou um imposto de 3% sobre o volume de negócios dos gigantes digitais, fazendo do país um pioneira na tributação de grandes grupos digitais.

O Ministério da Economia da França aprovou em novembro passado a cobrança da tributação. A medida aconteceu mesmo com a possibilidade de sanções dos EUA.

Washington, ainda sob o governo de Donald Trump, considerava esse imposto discriminatório contra as empresas americanas, e ameaçou a França com a aplicação de taxas alfandegárias de 100% sobre certos produtos franceses, como queijo, ou produtos de beleza.

Veja os vídeos mais assistidos do G1

Fonte: Fonte: G1

Comunicar erro

Comentários

libade