SEBRAE

Bottas supera Hamilton na última volta e é pole do GP da Emiglia-Romagna

Depois de ver Lewis Hamilton liderar o único treino livre da Fórmula 1 em Ímola, Valtteri Bottas desbancou seu companheiro de Mercedes na última volta [...]

Por Silas Vinicius em 31/10/2020 às 21:16:45

Depois de ver Lewis Hamilton liderar o único treino livre da Fórmula 1 em Ímola, Valtteri Bottas desbancou seu companheiro de Mercedes na última volta da sessão classificatória neste sábado e conquistou a pole para o GP da Emilia-Romagna, na Itália. O hexacampeão liderou boa parte do Q3 e tinha reduzido sua melhor marca na última tentativa. No entanto, o finlandês superou o britânico com o tempo de 1min13s609, foi 0s097 mais rápido, e ficou com a pole, a sua quarta na temporada de 2020 e a 15ª na Fórmula 1. O britânico tem nove posições de honra neste ano.

“Essa pista é linda e é um sentimento incrível anotar a pole. Eu sabia que precisava correr riscos na última volta, mas o carro correspondeu. É uma boa posição de largada amanhã e estou ansioso pela corrida”, destacou Bottas. A nova dobradinha da Mercedes é mais uma prova de que a equipe alemã é soberana na temporada. Os seus dois pilotos foram os únicos a conquistar o primeiro posto no grid de largada na temporada em 13 sessões classificatórias.

Leia também

F1 em Portugal: Hamilton vence, passa Schumacher e vira recordista de conquistas

O terceiro melhor tempo foi do holandês Max Verstappen, da Red Bull, único piloto que representa alguma ameaça à Mercedes neste ano. Ele anotou 1min14s176. Com um capacete em homenagem ao brasileiro Ayrton Senna, o francês Pierre Gasly conquistou o quarto lugar, melhor resultado da AlphaTauri em um grid, ao anotar 1min14s502. Daniel Ricciardo, da Renault, foi o quinto colocado, seguido do tailandês Alexander Albon, da Red Bull. Enfrentando os recorrentes problemas em sua Ferrari, o monegasco Charles Leclerc vai largar em sétimo, logo à frente do russo Daniil Kvyat, da AlphaTauri.

O top 10 tem ainda os dois pilotos da McLaren, com o jovem britânico Lando Norris em nono e o espanhol Carlos Sainz Jr em décimo. O alemão Sebastian Vettel ficou fora do Q3 pela nona vez consecutiva e vai largar com sua Ferrari apenas na 14ª colocação. A Fórmula 1 volta à cidade de Ímola após 14 anos. O tradicional Grande Prêmio, palco do trágico acidente que tirou a vida de Aryton Senna, em 1994, no entanto, não é mais batizado de San Marino, e passou a ser chamado de GP da Emilia-Romagna, em referência à localização, na Itália. A presença da F1 em Ímola, a princípio, estava fora dos planos da FIA. A prova foi remanejada para a cidade em decorrência da pandemia da Covid-19, responsável por cancelar uma série de etapas da competição. A largada do GP da Emilia-Romagna, no circuito italiano, a 13ª de 17 etapas da temporada 2020 da Fórmula 1, está agendada para domingo, às 9h10.

*Com Estadão Conteúdo

Fonte: JP

Comunicar erro

Comentários

libade