SEBRAE

Dia da Consciência Negra!!! Sete Mulheres Ícones de Comemoração e Reflexão da Consciência Negra!!!

Por Silas Vinicius em 20/11/2020 às 20:03:52

Hoje dia 20 de novembro celebramos o Dia da Consciência Negra em todo território nacional.

A data escolhida em tributo ao dia da morte de Zumbi dos Palmares, líder e símbolo da luta para preservação e respeito da vida e das pessoas negras que conseguiam fugir da escravidão. E ainda hoje, batalham contra o racismo e o preconceito.

Além de Zumbi dos Palmares temos grandes nomes de ativistas que influenciaram na luta pela o respeito a igualdade social, como Martin Luther King Jr., Nelson Mandela, os brasileiros Grande Otelo, ator, primeiro negro a entrar pela porta da frente de um renomeado Cassino no Rio de Janeiro, Abdias do Nascimento indicado ao Prêmio Nobel da Paz em 2010. Os trabalhos e legados desses líderes como ativista, são exemplos de conquistas pela igualdade.

Neste artigo quero apresentar 7 Mulheres que também fizeram a diferença. Além de serem mulheres negras, ainda tinham que lidar com abusos, não apenas racial, mas também sexistas, simplesmente por serem MULHERES.

1. Harriet Tubman (1822 - 1913)

Liderou e conseguiu a libertação de mais de 700 escravos dos Confederados. Tornou-se um símbolo americano de liberdade, coragem e seu rosto passará a estampar a nota de vinte dólares no ano de 2020.

2. Dandara de Palmares - (não se sabe seu nascimento – 1694)


Companheira de Zumbi dos Palmares, brasileira. Lutou em muitas guerras de resistência contra os colonizadores até que foi capturada e morta por eles, junto a outros quilombolas, em fevereiro de 1694.

3. Tia Ciata (1854 - 1924)


Tia Ciata, como ficou conhecida, era brasileira, mãe de santo (Candomblé), quituteira, empreendedora, partideira e, posteriormente, Matriarca do Samba, por ter cedido a sua casa, no centro do Rio de Janeiro, para as rodas de samba, até então um ritmo proibido no país.

4. Antonieta de Barros (1901 - 1952)

Primeira mulher negra eleita deputada no Brasil. Nascida em Blumenau SC, Antonieta de Barros ainda é a única mulher negra eleita no Estado. Na véspera das eleições no ano de 1934, escreveu um texto intitulado: "Enfim", em que comenta a importância do voto feminino.


5. Dona Ivone Lara (1922 - 2018)

A primeira mulher brasileira a compor um enredo de escola de samba, em 1965, para a Império Serrano. Formou-se em Enfermagem, mas foi na música que se destacou. Costumava compor samba, mas apresentava como se fosse de seu primo, pois um homem teria mais chance de ser reconhecido. Dona Ivone abriu espaço para que outras mulheres também pudessem compor e tocar samba.


6. Nina Simone (1933 - 2003)

Pianista, cantora, compositora e ativista pelos direitos civis dos negros. Simone sempre incluiu canções que remetiam à sua origem afro-americana em seu repertório. Realizou manifestações nas ruas e em frente a Casa Branca, batendo de porta em porta, chamando as pessoas para lutar contra o genocídio negro mundial, indo até à televisão pedir para os políticos que assinassem leis que modificasse a intolerância étnica que pairava sobre o país.

7. Sueli Carneiro (1950)

Uma das mulheres negras mais importantes da atualidade no Brasil. Autora de dois livros e artigos sobre raça, gênero e direitos humanos publicados no Brasil e no mundo, foi uma das pessoas responsáveis pela defesa constitucional da implantação de cotas raciais nas universidades brasileiras.


Baseado nas histórias relatadas faço aqui um convite a uma reflexão:

O Dia da Consciência Negra é um dia de Comemoração ou Reflexão? E o que seria de nós nos dias atuais sem pessoas que buscassem lutar pela igualdade e o respeito todos?



Fontes:

Site e biografia

https://www.ebiografia.com/biografia_personalidades_negras_importantes_historia/

Site guiadoestudante

https://guiadoestudante.abril.com.br/estudo/8-mulheres-negras-que-fizeram-historia-no-brasil/

Site Folha de São Paulo

https://www1.folha.uol.com.br/poder/2020/11/quem-foi-antonieta-de-barros-primeira-mulher-negra-eleita-deputada-no-pais.shtml


Fonte: Por Wesla Mareco

libade