Em Goiás, aulas presenciais continuarão suspensas até 31 de julho

O Conselho Estadual de Educação de Goiás (CEE-GO) divulgou uma resolução determinando a suspensão das atividades presenciais nas escolas até o dia 31 de julho. 
De acordo com o documento, as férias escolares devem ocorrer no mês de julho, e o regime especial de aulas não presenciais deve seguir até o dia 30 de junho.

Publicidade

Na resolução, publicada no sábado (30), o presidente do Conselho Estadual de Educação, Flávio Roberto de Castro, informa que a decisão foi tomada com base no decreto estadual e na nota técnica da Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO), que recomenda a suspensão das aulas presenciais até o fim de julho para evitar uma maior disseminação do novo coronavírus.

Em Goiás, as escolas públicas e privadas estão sem aulas presenciais desde o dia 16 de março, quando a Secretaria Estadual de Saúde emitiu uma nota técnica suspendendo as atividades em todos os níveis educacionais como medida para conter o avanço da Covid-19.

As aulas ficaram suspensas por 15 dias e, em seguida, passaram a ser realizadas no formato EAD (educação a distância). 
Desde então, os alunos das redes pública e privada têm tido aulas online por meios de tecnologia adotados pelas escolas.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X